sexta-feira, 3 de junho de 2011

Van Halen: Perguntas & Respostas Com Eddie Van Halen Na Smithsonian Magazine


Em 1975, Eddie Van Halen percebeu que não existia uma guitarra que tivesse as características que ele precisava para criar seu som próprio. Então ele fez sua própria guitarra.

Ninguém tinha visto – ou ouvido – nada parecido com aquilo antes. Originalmente listrada em preto e branco, o visual foi imediatamente copiado por outros mediante a ascensão inicial do VAN HALEN  ao sucesso, o que fez com que Eddie a deixasse sobre a prateleira por um curto período de tempo; ele depois refez a pintura com listras vermelhas, pretas e brancas com tinta de bicicleta, e o resto é, de fato, história.

Os fãs apelidaram a criação customizada de “Frankenstein”, ou “Frankenstrat” «e até mesmo “Frank 1”».

A “Frankenstein” representava a tentativa de Eddie em combinar o som de uma guitarra Gibson clássica com os atributos físicos de uma Fender. A guitarra custou US$ 130 para Eddie fazer; agora vale mais de um milhão de dólares, mas na verdade, o instrumento único não tem preço.

Depois de anos de turnês, “Frank 1” foi aposentada, por uma série de razões, uma vez que Eddie entrou numa era das parcerias com vários fabricantes de guitarra.

 
Em 2006, a Fender aliou-se a Eddie para criar a “Frankenstein Replica”, ou “Frank 2”, uma réplica criada pelo célebre luthier de guitarras Chip Ellis. A Fender lançou uma edição limitada da “Frank 2” em 2007, que custava US$25 mil cada «nos EUA, sem impostos».

Em fevereiro de 2011, o Museu Nacional Smithsonian de História Americana anunciou que tinha adquirido uma guitarra “Frank 2” do Van Halen através de uma parceria de doações com a Fender. A guitarra será parte da Divisão de Cultura e artes do museu, que preserva uma grande e diversificada coleção de instrumentos.

A revista do Smithsonian falou recentemente com Eddie via email sobre sua decisão de abrir mão de sua amada guitarra.


"Eruption" é mundialmente reconhecido como um dos melhores, ou senão o melhor solo de guitarra de todos os tempos. Qual é o melhor solo que você já criou em outra música?

Ah, existem muitos, é difícil pegar um só.

Você colaborou em projetos com inúmeros músicos ao longo desses anos, incluindo Brian May, Geezer Butler, e Thomas Dolby. Alguma delas acabou sendo a sua predileta?


A "Beat It" de Michael Jackson foi a melhor pra mim. Quincy Jones me telefonou e me perguntou se eu poderia tocar nela. Quando cheguei lá, demorei uns 15 minutos para rearranjar o som, toquei 2 solos e disse a ele para pegar o que ele gostasse mais. Quando Michael entrou na sala, disse "Uau, eu realmente gostei daquela parte rápida que você faz". Foi muito divertido de fazer aquilo. É muito louco que algo que demorou tão pouco tempo para se fazer, pode crescer tanto e se transformar em algo tão grande que não poderíamos imaginar.

Você patenteou um "suporte para instrumentos musicais". O que era exatamente?
 

A patente surgiu de uma técnica que eu usei enquanto tocava no braço da guitarra: deitando ela na posição reta, usando ambas as mãos no braço ao mesmo tempo. Para fazer isso eu precisava que o braço da guitarra ficasse com a face para cima, como o teclado de um piano. O suporte que eu usei e depois patenteei me proporcionava isso. Ele também foi muito útil para os guitarristas que tocam no estilo "Steel Guitar".
Você doou uma Frankenstein 2 para o Smithsonian, mas conte-nos sobre a Frankenstein original.
 

A Frankenstein original foi um resultado de meus experimentos com diferentes elementos com guitarras elétricas que eu gostava. O lance foi que algumas guitarras tinham elementos que eu gostava, mas ao mesmo tempo tinham certos elementos que não me diziam nada. Se eu pudesse combinar aqueles elementos em uma única guitarra, então eu teria um instrumento que me habilitaria criar e tocar o que eu ouvia em minha cabeça sem qualquer restrição.
 

Você disse que odiava guitarras "compradas em loja, tiradas da parede", porque elas não fariam o que você queria que elas fizessem. O que você queria de sua guitarra?
 

Eu queria a parte eletrônica [captadores do tipo humbucking] da guitarra de um fabricante, enquanto eu preferia o corpo, o braço e a ponta da guitarra de outro fabricante.
 

E como você conseguiu isso?
 

Eu combinei os 4 elementos na Frankenstein, o que resultou numa guitarra que fazia o que eu queria que ela fizesse, mais do que qualquer coisa que eu já tivesse tocado antes. Além disso, eu criei um instrumento que não foi oferecido como uma guitarra "de loja" por qualquer fabricante na época.
 

E o que virou da "Frankenstein"?
 

Eu a aposentei do uso constante. Ela sofreu tanto abuso de intermináveis excursões e gravações; eu queria mostrar algum respeito a ela e deixá-la sobreviver e não deixar que fosse completamente destruída. Ao mesmo tempo ela tornou-se algo tão famoso, além de meus sonhos mais loucos que seu valor a tornou um alvo de roubo e eu queria protegê-la. Eu ainda a toco de vez em quando. Ela não tem preço pra mim.
 

O que você achou da Frankenstein 2, na primeira vez que você a tocou?
 

Eu fiquei embasbacado. Fizemos um teste no estilo cabra-cega e demorou pra que eu percebesse qual era a original e qual era a Frank 2. A precisão estética era impressionante.

E como a réplica da Frank 2 se compara à original?

Do ponto de vista de execução, a Frank 2 era de fato mais fácil de tocar e me empacou menos do que a original. A Frank 1 era algo que eu construí por volta de 1985, então ela refletia minha experiência na construção de guitarras na época.
 

Como é que você conseguiu abrir mão dela?

Que lar melhor pra ela do que a Instituição Smithsonian onde ela poderia ficar em exibição pro resto dos tempos de modo que os outros possam apreciá-la? É a honraria mais alta que eu poderia imaginar para algo tão querido pra mim.


EVH Fender Frankenstrat 2
Features:

• Body: Ash
• Neck: Maple bolt-on
• Tuning Machines: Schaller
• Fingerboard: Maple w/12" 16" compound radius
• Frets: 21 Jumbo (Dunlop® 6100)
• Bridge pickup: Seymour Duncan® Custom Shop EVH
• Middle pickup: None
• Neck pickup: Seymour Duncan® Custom Shop EVH
• Controls: Master Volume
• Bridge: Floyd Rose® Original Tremolo
• Pickup Switching: 3-way
• Hardware: Aged Chrome
• Strings: GHS .009, .011, .016, .026, .036, .046
• Pickguard: One-ply black
• Scale Length: 25.5" (648 mm)
• Width at Nut: 1-5/8" (41.2 mm)

EVH Eddie Van Halen Frankenstein Strat Fender NEW MINT
1/300. NEW. Masterbuilt. INTERNATIONAL SHIPPING.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Eddie Van Halen e o Van Halen estão atualmente mixando um novo disco, o primeiro deles com o vocalista David Lee Roth desde 1984.
Eddie Van Halen (Van Halen) & Mike McCready (Pearl Jam) no dia 12 de maio de 2011. 

Colaboração: Deco Koy, Ricardo 5150, Érico Salutti, Nacho Belgrande.

Nenhum comentário:

Postar um comentário