quinta-feira, 29 de julho de 2010

Van Halen: Mashup - Santana vs. Lady Gaga vs. Van Halen

De: VHND



Audio Mashup by Dan Mei vs. Marc Johnce
Video Mashup by VJ Magic Man
Bands: Santana, Lady Gaga, Van Halen

Van Halen: Pode Um Álbum Ser Verdadeiramente Perfeito?

De: Crawdaddy.com:

Corte Mais Fraca: Van Halen

Por: James Greene Jr.

 
A nossa herança musical está repleta de álbuns considerados "clássicos" e "essenciais". Contudo, pode qualquer um álbum, mesmo os mais altamente elogiados e amados, ser verdadeiramente impecável? Eu digo que não. Bem-vindo à coluna "Corte Mais Fraca", uma coluna semanal em que a música é menos importante, interessante, coesa, integral ou artística em um álbum específico, que serão apontados e discutidos em profundidade.

 
No seu todo-abrangente trabalho, o Guia do Consumidor, Robert Christgau, descreve sobre o primeiro disco do Van Halen, e como a "música pertence a uma transportadora de aviões."

Parece-me que o Dean estava tentando desconsiderar, mas ele realmente bateu o prego com a cabeça. É apenas um veículo de locomoção maciço e firme, quanto um porta-aviões que poderia esperar e suportar o peso todo, os sons do quarteto dinâmico é como metal. Claro, você poderia tentar levar o Van Halen em um helicóptero, mas os padrões de ventos são imprevisíveis, certamente o veículo não aguentaria tanta força junta de um quarteto bombástico de Pasadena, do ponto A ao ponto B.

 
Eu não acho que alguém vai argumentar sobre o MVP da guitarra do Van Halen. Sim, é basicamente a soma maior do que as partes individuais de cada membro tocando quase todos os dias, a partir da valsa deliberada e bêbada de "Runnin 'With The Devil", para o discurso retórico que é "Ain't Talkin Bout" Love ", mesmo em meio a um show -parando o show com um acústico totalmente diferente de todo o disco, a falsificada música "Ice Cream Man". Não é, seguramente, não negando o poder de David Lee Roth como um homem de frente, ou como Alex Van Halen executando aqueles tambores como um rock perfeito seguido de um 'n' metal (não há festa se o Alex não estiver com aqueles excelentes pratos da bateria), ou o inestimável Michael Anthony cantando e dedilhando sobre o baixo. Ainda, ainda, o Van Halen, não teria subido muito ao topo do hard-rock, se não fosse as pirotecnias de seis cordas de Eddie.

 
Honestamente, a música "Eruption" pode ter impactos que podem ser medidos em qualquer sangue vermelho de uma pessoa americana ou adolescente? É tão absolutamente uma fusão da mente . O solo de guitarra é absolutamente definitivo da era pós-Beatle. Isso é que é tão incrível, é apenas um solo de guitarra, mas Eddie puxa um arco-íris de cores vibrantes do seu cu com o barulho e as técnicas! Esse é o som do vórtice que separa a música clássica e heavy-metal de ser erradicadas. Cérebros infestados de larvas de Mozart de Viena, explodiu o Eddie minutos depois previsto em uma fita. 


Para mim, "Eruption" sempre representa e refleta a turbulência que senti na nona série sobre a minha primeira paixão na minha vida. Todo o barulho nela, era o barulho que eu estava sentindo dentro de cada dia, eu me sentei metros de distância dela. Ela era como uma espécie de deusa, e eu não poderia ficar olhando com os meus olhos para ela, porque seria desrespeito. Toda vez que ela levou dois segundos para olhar ou falar comigo (ou, Deus me livre, flash, milhões de dólares de sorrisos), eu lembrava daquela parte final de "Eruption", com aqueles efeitos de solos batendo na minha cabeça. A glória, a dor! Eu estava preso em uma gaiola de vidro de emoção perfeitamente delineada por Eddie Van Halen.

Mas estou divagando. O disco Van Halen é um disco muito foda do início ao fim, levantando-se várias vezes, só quando você pensa que os caras estão fora do vapor. Devo admitir, porém, eu nunca gostei da música "Little Dreamer", principalmente porque o riff de abertura é uma terrível gagueira do Rick Springfield, é como um peido que só me faz lembrar de montes de neve suja e decadentes (uma mistura marrom de passagens de exaustão). É também bastante deprimente. "Little Dreamer" é sobre ... o quê, um amigo do DLR, que é baixo por sua sorte? E principalmente o riff de abertura, apesar de tudo. É tão desprovido da vida e da textura.

Felizmente, o Van Halen saltou para trás com "Ice Cream Man" e a mais balística "On Fire". "On Fire" parece conter todas as merdas da guitarra de EVH, e impressionantemente não poderia empinar em qualquer outro lugar do álbum, e surpreendente, tudo vem acompanhado de uma melodia real de chutar a sua bunda. Se esta música não te faz querer levantar os seus pesos ou algum soco ou chicotear você para fora da igreja, consulte o seu médico imediatamente. Você pode ter um caso terminal das segundas-feiras.

A propósito, eu não sou um especialista nisso, mas eu sinto que o B-52's "apropriada" para o riff ponte, pode ser ouvida em "On Fire" para a sua praia, vai quebrar um "Rock Lobster". Isso não é uma reclamação, eu não mudaria uma coisa sobre o "Rock Lobster", é uma incrível canção, apenas mais uma observação. Guitarristas peritos, por favor, deixe-me saber se eu estou aqui por fora do assunto ou por um monte de séries de notas brutas.

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Van Halen: Balance Van Halen Cover Tocando "Runaround"

De: Balance Van Halen Cover, Halen.com:

A banda Balance Van Halen Cover fez o seu último show no Vila Dionisio, SP, antes de fazer uma pequena pausa. A banda tocou a música "Runaround" do Van Halen. Foi um grande show e performance da banda!!!



Para quem não sabe, a banda Balance Van Halen Cover está entre as 7 Melhores bandas Covers de Van Halen do Mundo!!!
.
Ranking:

1-Balance - Van Halen Cover
Brasil based tribute band, based in Sao Paulo!
Added on: 02-Aug-2007 hits: 577

2-Fan Halen
A Van Halen tribute band from the Netherlands!
Added on: 16-Jul-2006 hits: 1095

3-Hot for Teacher
Classic VH. Based in San Francisco Bay Area.
Added on: 06-Sep-2003 hits: 1036

4-OU812 band
OU812 band based out of San Diego, is the premier Van Halen/Sammy Hagar tribute band!
Added on: 17-Oct-2003 hits: 850

5-Panama
Celebrating Classic Van Halen! Based out of LA.
Added on: 24-Oct-2003 hits: 1336
.
6-Van Hayride
Country-fied Van Halen from NYC!
Added on: 23-Dec-2008 hits: 87

7-VH 5150 Cover
Brazilian Van Halen cover band. MTV Covernation winner.
Added on: 06-Jun-2009 hits: 70

Membros da Banda:

Nuno Monteiro - Vocal

Deco Koy - Guitarra & Backing Vocais

André Corrêa - Baixo & Backing Vocais

Eric Leister - Bateria
Para Ver Mais Fotos e Videos dos Shows da Banda, Acesse:
http://www.balancecover.com.br/multimidia/multimidia.html

Próximos Shows:
27.08.2010 - Manifesto Bar - SP
20.08.2010 - The Wall Café - SP


Mais Informações:
http://www.balancecover.com.br/

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Van Halen: Feliz Aniversário GC

Hoje, 26 de julho de 2010, Gary Francis Caine Cherone comemora seus 49 anos de vida.

Agradecemos a ele e à banda por toda as suas músicas maravilhosas que eles nos deram (mais de 20 músicas, contando com as Demos do disco Van Halen III e do álbum seguinte, que seria lançado em 1999!). E por excursionar por todo o mundo!

domingo, 25 de julho de 2010

Van Halen: The Mosh Pit - Van Halen & Van Halen II

De: 411Mania.com:

Por: Dan Haggerty 

The Mosh Pit: Van Halen & Van Halen II 

Running With The Devil

Eddie e Alex Van Halen começaram a sua carreira musical humildemente como crianças na década de 60. Eddie tocava bateria e Alex tocava guitarra. Isso soou um pouco estranho até que isso chegou em um fim, de acordo com Eddie, Alex ficou melhor que ele em sua bateria, assim um dia ele simplesmente desistiu e disse a Alex "OK, eu vou tocar guitarra". Essa seria uma decisão que iria funcionar muito bem.Eles formariam um grupo chamado Mammoth com um cara chamado Mark Stone no baixo e Eddie como o cantor também. Eles fizeram audições para o papel de cantor, mas não estavam contentes com as eliminatórias. Isso incluiu uma audição com David Lee Roth. Eles convidaram Roth à banda, quando Dave estava alugando um estúdio e um sistema de som. Essa fase acabaria em 1974, quando a banda descobriu que outra banda já estava fazendo o uso do mesmo nome de Mammoth. Ao mesmo tempo, eles substituíram Stone por um baixista / vocalista, chamado Mike Anthony. Com a linha clássica até agora em vigor e uma mudança de nome para o sobrenome dos irmãos, as coisas começaram a rolar entre os jovens na banda de Pasadena.Assim começou uma campanha de apresentações ao vivo em qualquer show que podiam e impiedosamente promovendo-se a pé e entregando os panfletos. De clubes, de festas, escolas de ensino médio para o Studio Sunset Strip, a banda trabalhou duro para conseguir impulso. Depois de gravar uma fita demo no Cherokee Ranch Studios, tornaram-se mais famosos e logo depois faria também o Sunset Strip ficar mais famoso. Eles não sabem, mas eles estavam lançando as bases para o que seria o marco zero da revolução hair metal para vir, algo que a banda nunca ironicamente era (apesar dos desejos dos produtores de vídeo ou imagem de Dave).Em 1977, Paul Stanley viu o Van Halen tocando e rapidamente chamou Gene Simmons (KISS), para verificar e ver a banda. Bem, ele chamou Simmons para vê-los e outra banda (já extinta), que ironicamente teve George Lynch tocando guitarra (que mundo pequeno). Gene gostou da banda e imediatamente após o show deu passaporte de avião a Nova York, para que eles possam assinar o contrato com a empresa e gravar uma demo. As coisas de lá pra cá, começaram a se desmoronar, ironicamente. Eddie não gostou da gravação da demo que fizeram com Simmons, devido ao equipamento. Simmons queria mudar o nome da banda para "Daddy Shortlegs" (a sério, que merda), e o golpe final veio quando o gerente do KISS veio e disse "... não há chances de assinarmos com eles ".Assim, em um dos negócios mais estúpidos da história da música, Simmons deixa a banda passar.
E, claro, hoje, ele tem créditos por terem descobridos.

Mas a boa notícia é que a banda assinou com a Warner no mesmo ano, após um de seus gestores virem eles tocarem. Na verdade, eles tem assinatura e agendamento para tocarem no estúdio Sunset Sound Recorders em meados de setembro, depois de vê-los tocarem ao vivo mais uma vez. Gravaram uma demo, e em seguida, foram para o estúdio adequado. Aqui, Eddie encontrou o equipamento que ele queria e ainda tinha a gravação que ele queria.
E o resto é, como dizem, é história. A partir daqui podemos pegar a história através dos álbuns ... 


Van Halen (1978) E com o som de um trem de carga passando e um coração grande do Van Halen, o ouvinte com um novo ouvido e estado de técnica de som do hard rock e que mais tarde serveria como idéia para o Aerosmith em uma nova geração de apostadores. Uma explosão vital de som que é indiscutivelmente a maior estréia de todos os tempos (entrando ao longo do tempo contra o Boston e Guns N 'Roses), que é o conceito de banda de rock de arena, a capa com um vocalista com mais arrogância do que legal, um guitarrista quebrando regras da esquerda e da direita, o baixista acima dos limites, e os tambores começando a disparar como se fossem rajadas de tiros. Black Sabbath estava com medo dessa nova geração, Deep Purple ensinando os seus filhos a tocarem guitarra, Aerosmith em festa com eles, o padre teve seus amigos pisando em terras proibidas, em seguida, o Van Halen aparece para beber a sua cerveja com suas irmãs.A banda foi inspirada na banda Montrose, que também estreiava com seu disco auto intitulado, e eles sairam para fazer um álbum desse tipo, foram tão longe até conseguirem o mesmo produtor (Ted Templeman), e onde conseguiram manter um orçamento baixo do disco em pouco tempo. O que você tem é um álbum de rock honesto e real que possui uma grande banda, deixando tudo para trás, para sairem e tocarem em shows. Com a energia e a experiência, chegou então, a hora da banda mostrar o seu novo álbum, com um som forte e poderoso. Essa coisa foi uma revolução em vinil e essa revolução foi transmitida para outras bandas.As faixas são como mini-indicações sobre a banda. Como, a música "Running With The Devil" - basicamente uma melhora e atualizada no riff-show, como o Black Sabbath costuma fazer em suas músicas. "Jamie's Crying" - consegue ser um rocker festa e sem se sentir como parte do mesmo. "Atomic Punk" - redefine a forma e brilho de uma energia atômica, disse Eddie nos anos 80, quando também falou sobre a indústria da música. Falando de si mesmo, "Eruption" - é sem dúvida o solo de guitarra mais famoso de todos os tempos. Eddie fazendo a arte de tocar mainstream enquanto institucionaliza o seu amor de solo, tocando da esquerda para a direita, centro e sem o ritmo de vista (ou mesmo da banda). Atire nos Kinks por "You Really Got Me" - (previsão de uma tendência que não iria desaparecer até 1984), e a arrogância do estilo blues em "Ice Cream Man" (Eddie tocando tudo e Roth "brincando de tocar violão errado ", onde Dave aprendeu várias escalas com Eddie).A partir daí, nasceria duas grandes raízes de duas eras diferentes (marcada por dois cantores diferentes), começando aqui, por reacender um rock and roll na cena à espera da próxima fase, e logo em seguida, substituir o punk, para melhor ou para pior, anunciando a gravação de um novo disco no Sunset, e que tomaria novamente a cena nos anos 80.

1979

O ano era 1979, e foi desaparecendo o metal na década. Certo? Errado! Nós podemos ver várias outras bandas, como Overkill, Motorhead, AC / DC, Led Zeppelin, Judas Priest, e Van Halen!

[... Recorte ...]
 


Van Halen II (1979) A continuação de que temos da estréia, talvez um pouco mais previsível, já que este segue basicamente as mesmas regras de todo o caminho percorrido da música cover antes. Mas realmente, quando você tem um estilo, e este estilo é novo e quente, por que você iria se desviar? O Van Halen estava com uma idéia nova e uma força de música agora, o novo disco foi aprovado e este, é visivelmente diferente do disco da estréia, principalmente devido ao som de um trabalho de produção muito diferente e estilo de banda de rock.Você ganha mais baixo novamente nas "pancadas" de Bottoms Up! ", Enquanto em " Somebody Get Me A Doctor " os riffs e efeitos combinam com Eddie. "Beautiful Girls" e "Dance The Night Away" parecem aquelas músicas de rádio que são tocadas em algum lugar na América. "DOA" é apenas um chute no seu trazeiro.Em uma era de incertezas, existia uma energia e esperança para o Van Halen que é contagiosa e que é intangível. Eddie correndo e pulando pelo palco com sua guitarra, Roth dando gritos e pulos para o alto, e a banda caminhando para o auge do sucesso.Esta é apenas uma continuação da estréia, mas ainda não é esse álbum. Esse álbum tem menos impacto, mas de muitas maneiras estava no comando da época. Bons tempos, de fato.

Van Halen: Sammy Hagar Vai Lançar Autobiografia em 2011

De: Artist Direct:

Mais detalhes sobre a Autobiografia de Sammy Hagar

É um Livro, de HarperCollins, que será lançado em 2011

O livro da Autobiografia de Sammy Hagar, será escrito por HarperCollins, e vai ser lançado em 2011. Sammy Hagar irá fornecer aos leitores as suas histórias por trás dos bastidores e de sua carreira multi-platina, as coisas que você sempre quis saber, mas não tinha antes de como saber, até agora, incluindo a sua ascensão como artista solo e seus onze anos com o Van Halen, após a sua saída do Van Halen, e da entrada do polêmico vocalista original, David Lee Roth. Durante o tempo que Sammy Hagar esteve com Van Halen, a banda lançou quatro álbuns consecutivos. 1. De tours mundiais, shows em estádios particulares, chegando ao topo da fama e o sucesso com o Van Halen, até que ele foi despedido, como ele diz, "sem a menor cerimônia, fui demitido." Sammy Hagar depois continuou a gravar novos discos em sua carreira solo, levando sua banda, The Cabo Wabos, antes de voltar triunfalmente para o Van Halen, para uma turnê de reencontro histórico, mas logo depois seria demitido novamente. Então, se você quiser saber toda e qualquer coisa sobre Sammy Hagar, este livro vai expor tudo isso.

"Eu tenho escrito neste livro toda a minha vida", disse Sammy Hagar em um comunicado. "É hora de colocá-lo entre duas capas."

Van Halen: Gary Cherone & Anklelock

De: VHND
 
Uma nova canção da nova banda chamada Anklelock (banda da cidade de Boston, E.U.A), foi lançada recentemente, o nome da canção é "Coming To Get You". A música tem muitas características de Gary Cherone (Extreme, Van Halen, Tribe of Judah) nos vocais.

O guitarrista da banda Anklelock, Bill Bracken, disse ao VHND: "Eu só lanço uma música com um projeto paralelo chamado Anklelock. Que tem Gary Cherone nos vocais. Gary e eu temos trabalhado juntos de vez em quando nos últimos onze anos, e eu perguntei-lhe se ele queria cantar. A canção foi escrita por mim e pelo meu baterista Derek "Deek" Diedricksen (ex-WBCN DJ).

"A propósito, eu sou um grande fã do VHND.com. Eu sou um guitarrista da zona de Boston. Tenho tido sorte suficiente para travar e participar de festas com Michael Anthony e Sammy Hagar algumas vezes, através de alguns amigos em comum. Ainda não conheci Ed ainda. Eu provavelmente iria desmaiar! LOL ".

Deek diz: "Tive uma explosão na gravação dessa música com Gary, e definitivamente senti muita diferença no Gary / mais agressivo, em comparação com seus outros trabalhos / material. Tendo nunca conhecido o cara antes, ele é tão bom, humilde e trabalhador como eles vêm - que são características raras para as pessoas que fizeram de mim isso no mundo do rock. "

Você pode comprar ou ouvir a música no CDBaby, iTunes, Amazon Napster, Rhapsody, etc.

sábado, 24 de julho de 2010

Van Halen: Stryper Tocando “On Fire”

De: VHND

"Nós tocamos 'On Fire' do Van Halen em algumas turnês e também tocamos uma " Breaking The Law " nesta última turnê. A resposta foi muito além de nossas expectativas, cada vez que realizamos essas canções. As pessoas paressem genuinamente surpresas ao ouvir Stryper fazendo covers dessas canções e ainda mais surpresas ao ouvi-las.
-Michael Sweet

Ouça o Cover de 'On Fire' aqui:

Van Halen: Os 15 Piores Trajes Usados Pelas Estrelas do Rock

De: BeatCrave.com:

Alguém se lembra da decadência do rock n 'roll? Se você não fizer isso, então bom para você. Misturando rock n roll "com drogas e sexos não é um requisito tácito que costumava ser, e por isso, menos o vestido das estrelas do rock ' com aquela conformidade (mal) maior. Não obstante, ainda existem alguns por aí, ricos o suficiente para serem olhados como idiotas. Assim, combinando com o passado com o presente, nós compilamos uma lista de 15 dos piores equipamentos já usados por estrelas do rock. E por "estrelas", que basicamente significa "vocêpode ve-los e ouvi-los".

 
1. LordiGimmick-rock não foi, e nunca será, provavelmente, mais estranho do que os roqueiros finlandeses do Lordi, que contam como o KISS, como inspiração para suas fantasias de monstros e pirotecnias no palco. Pelo menos tem uma desculpa GWAR - eles são psicóticos, e sabem. Lordi, no entanto, não foi tão difícil de conseguirem as suas regalias de loucos com as suas músicas ou travessuras, tornando-os # 1 na lista.

2. Marilyn Manson – The Dope ShowUma estrela rock-star é a continuação da sua personalidade, então naturalmente nada de Marilyn Manson usar alguma coisa muito doente. Ele alcançou seu próprio fundo (ou no topo, provavelmente, na sua opinião) com o fato de usar uma peça alienígena que ele usou para o seu vídeo da música de 1998.

3. Boy GeorgeBoy George foi um pioneiro de presença de palco andrógino, e então estava no auge e mergulhou em uma fase se parecendo com um barril de multi-cores de ácido, até que ele poderia ter passado como sua própria subcultura privada japonesa.

4. Twisted SisterNenhuma lista de piores vestidos estaria completa sem o Twisted Sister nos anos 80s. Quando o nome da banda é Twisted Sister, que escolha você tem realmente, exceto para vestir-se como drag queens priapic de The Road Warrior? É apenas uma coincidência que Mel Gibson continua aparecendo na lista?

5. Devo popularizes New Wave…then kills it with flower pot hatsNovamente, é difícil culpar o Devo, simplesmente para fazer o New Wave, deviam fazer no início dos anos 80, que era tudo kitschify até que foi uma paródia irônica de si mesmo.

6. Wendy O. Williams in not a whole lotApelidada de 'A Rainha do Shock Rock ", Wendy O. Williams vivia impiedosamente acenando com motosserras e explosões de coisas sem roupa. Para Williams, a roupa '"é realmente mais como" ausência "- como uma stripper pós-apocalíptico que cheira a pintura e não batalha com Mel Gibson em "O Guerreiro da Estrada".

7. Elton John is Donald DuckSir Elton John é frutado bastante em suas escolhas indumentárias de ter a sua própria lista de roupas, mas se você tivesse que escolher apenas um equipamento, apenas um conjunto tão inexplicável, tão cartoonishly absurda, teria que ser o Pato Donald. Pretende ser uma piada privada para si, no dia em que ele usava para um concerto no Central Park, John conserva até hoje a coisa em seu armário.

8. John Lennon’s Jesus SuitJohn Lennon na foto está no auge de sua fase pretensiosa Messias, completamente parecido com o cabelo de Jesus, e com barba de Jesus, e usando aquele terno branco inesquecível, coordenado pela sua esposa Yoko Ohno. Você pode agradecer o terno branco, por dar à luz a tendência de estrelas do rock, pensando a ser um político, é uma parte do seu trabalho.

9. Axl Rose – 2006 MTV Video Music AwardsVelho, Gen Xers esperou 15 anos para Axl Rose fazer sua tão esperada volta à vanguarda do rock, e mostrou-se parecendo um emcee rap-metal low-brow, que não conseguia decidir se queria ser rap, metal, ou retardado.

10. Nelson’s acid washed jeans & leather initiate hair metal’s declineEstar no Guinness Book of World Records como parte da família apenas para alcançar a # 1 status recorde para três gerações sucessivas não poderiam salvar Nelson de ser o mais proeminente bi-produto do início dos anos 90 airbrushed, estética de rock açucarado que definiu a maioria das outras bandas de sua geração.

11. Jobriath – Trying to be David Bowie…and failingEstar em # 1 na lista Something Awful of Worst Rock Stars Ever, Jobriath era suposto ser a resposta da América de David Bowie, mas a sua fusão de rock e glam-folk abafado, envolvia um Cirque du Soleil e um Peter Pan na manivela. O fato de que você provavelmente nunca ouviu falar dele é apenas uma das tragédias menores em torno do legado de um dos primeiros cantores de rock gay americano.

12. Color Me Badd in suitsSe você quiser ser um R & B boy band de volta ao New Kids On The Block ainda dominado as ondas, escolhe uma roupa adequada, provavelmente já teria sido algo de uma porcaria qualquer. De alguma forma, Color Me Badd decidiu usar roupas largas, paletós e calças de adolescente que teria feito MC Hammer orgulhoso.

13. David Bowie – ‘Thin White Duke’ phaseA persona de palco, baseada em um personagem que interpretou no filme The Man Who Fell To Earth, The Thin White Duke foi emoção para David Bowie, a transição mal concebida a partir de meados dos anos 70 no Ziggy Stardust. Foi uma gelada, fase da vida emaciating fase de Bowie-alimentada, em grande parte, a grandes quantidades de cocaína.

14. Rick James is super-freaky in leather Se não fosse por Dave Chappelle, Rick James poderia ter morrido e deixado um legado para encaixar com um vicio de drogas que o levou-o. Ele não tinha, claro, mas tinha algumas coisas que você não pode esconder. O James que você vê acima é tragicamente preso entre o lento declínio do disco-funk e da ascensão do hip hop - uma espécie de purgatório elegante para a época.

 
15. David Lee Roth…in assless chaps

Como o lendário vocalista do Van Halen, Diamond Dave fez seus ossos em meados da década de 80, o que significa que todas as mulherengas flamboyant estavam atrás dele, e além disso, cheirando cocaína... pode até ser meio perdoado. Mas, infelizmente, essas rachaduras assless são grandes mancadas.

Acha que faltou alguém? É apenas uma lista de 15 candidatos no tempo passado, estranhos, a história da bitchin 'da moda rock star, então sinta-se livre para comentar nossas omissões.