segunda-feira, 31 de maio de 2010

Van Halen: Annihilator Tocando “Romeo Delight”

De: VHND:

A música "Romeo Delight" foi regravada pela banda canadense de thrash metal melódico e pioneira, Annihilator. A música foi lançada no dia 13 pela banda Annihilator, e a música estará no novo disco da banda, que foi lançado no dia 25 de maio na Europa.


O RadioMetal.com falou com o fundador e guitarrista do Annihilator, Jeff Waters, que falou sobre "Romeo Delight":Ao final do disco, há um cover da música "Romeo Delight" da banda Van Halen. É completamente uma escolha surpreendente para uma banda de thrash metal. Na verdade, não é qualquer banda que consegue fazer um cover do Van Halen e principalmente por causa das habilidades incríveis do guitarrista Eddie ... Foi o desafio que motivou a gravação dessa música?

Jeff Waters: Eu não estava planejando pegar essa música para a gravação, mas eu gostava dela, é ela tinha mudado a minha carreira, ou o meu jeito de tocar guitarra, ou minha direção musical ou algo assim. Esse álbum do Van Halen, Women And Children First, de 1980, teve uma grande influência na minha carreira tocando guitarra. Na verdade, "Romeo Delight" foi uma canção muito forte em 1980. Claro que hoje vemos como uma canção de rock e festiva com David Lee Roth nos vocais, mas em 1980, considerou-se a música muito pesada e agressiva. Isso me influênciou a montar uma banda como Judas Priest, Black Sabbath e Iron Maiden. Essa música foi muito influente para mim, e é por isso que eu toquei ela. Eu estava tentando fazer um cover como o melhor guitarrista da história, mas eu não estava preocupado. Eu sou um grande fã, eu amo Eddie e eu amo o seu modo de tocar, por isso foi muito divertido tentar fazer um cover.Seu som de guitarra parece diferente de todas as músicas dos seus discos. Você estava tentando se aproximar do som clássico do Van Halen? Na verdade, você está usando o mesmo efeito phaser do Van Halen, é muito conhecido usar esse efeito ...

O Eddie fez o uso em 1980 em apenas uma guitarra. Normalmente, você coloca uma guitarra na coluna da direita, e outra na coluna da esquerda, mas o Eddie só teve uma. Eu tentei copiar essa idéia, o estilo de produção. Também usei os pedais que ele usava. Eu coleciono coisas do Van Halen, como sapatos e as guitarras e os pedais, tudo. Eu apenas tentei me divertir fazendo isso, a coisa boa disso tudo é se divertir. [Jeff Waters foi um cliente de longa data do Van Halen Store!]Parece que você teve realmente uma explosão enquanto fazia esta capa! Como é que você fez covers tão poucos conhecidos antes em sua carreira? A única que eu me lembro é uma canção do Judas Priest ...

Nós nunca tivemos nada em nosso CD oficial, mas nós tivemos "Judas Priest Hell Bent For Leather" como uma faixa bônus em nosso Set The World On Fire LP em 1993. Também fizemos um cover do AC / DC em um album ao vivo nosso. Este é o primeiro album oficial que fizemos um cover, e foi legal fazê-lo. E provavelmente será o último disco que vamos fazer com o Annihilator. Algum dia, quando eu ficar velho, talvez eu faça um álbum só de covers ou algo assim, mas não agora. "Romeo Delight" significou muito para mim e foi muito divertido.

Ao ouvir álbuns do Annihilator e, especialmente, estes novos equipamentos que vocês estão usando agora, podemos realmente saber agora que você pode ter um monte de criatividade não só em seus solos, mas também nas partes de ritmo. Isso também é algo que é particularmente impressionante nas canções do Van Halen. Nesse sentido, poderíamos dizer que você está tentando fazer as músicas do Van Halen a se aparecer como thrash metal?

Se eu disse que sim, eu pareço um idiota! Mas a semelhança é que as músicas do Van Halen são muito boas, principalmente na guitarra de ritmo, composições e solos de guitarra. Penso na minha própria maneira, no meu próprio estilo de música, eu sou bom em escrever canções, tocando guitarra e solos também. Mesma coisa com Michael Amott. Nem todos os guitarristas tem essas três qualidades, muitos têm apenas duas. Por exemplo, Hetfield é um grande compositor e guitarrista de ritmo, mas ele não é uma máquina trituradora de solos. Glen Tipton é o melhor exemplo de todas estas qualidades: ele escreve belas canções e fragmentos de guitarra e é grande guitarrista de ritmo. Mas não há muitas pessoas que fazem estas três coisas muito bem. Então, sim, talvez haja uma pequena comparação!

Van Halen: Novas Camisas

O Van Halen Store recentemente lançou dois novos modelos de camisas do Classic Van Halen:

Smoking Baby Shirt (Small - 2XL, Navy, $19.95)Comemore com o Classic Van Halen com está camisa marinha com uma das imagens mais icônicas do rock 'n' roll - o bebê travesso fumando um cigarro - do álbum 1984!

O jovem anjo diabólico está fumando e segurando um cigarro na mão, e olhando para o céu e pensando algo que ninguém sabe o que é...

 
1984 Album Cover Shirt (Small - 2XL, Black, $19.95)Está camisa preta é uma homenagem ao album 1984, que ainda é considerado um dos álbuns essenciais do rock! O album 1984 foi bem sucedido, não só porque continha músicas monstruosas que passavam direto na rádio e hits na MTV, mas também porque incorporou os sintetizadores para a gravação do album. Músicas como "Jump" e "I'll Wait" contém um elemento pop que fizeram o ano de 1984 ser mais atrativo, e David Lee Roth voltou ao papel de líder em uma forma de arte em canções e vídeos como "Panama" e "Hot For Teacher. "Mesmo as faixas de profundidade como " Drop Dead Legs "," Girl Gone Bad "e" House Of Pain "é muito reverenciado pelos fãs. 1984 foi o ano do Van Halen, e em grande medida, foi o ano que estabeleceu o padrão para o metal pop dos anos 80, e David Lee Roth, que estabeleceu o padrão para a atitude agressiva do bom-tempo na maioria das bandas de pop-metal e que levaria o mesmo a fazer a sua própria banda solo futuramente.

 
Todas as camisas são licenciadas oficialmente, 100% algodão pré-encolhido, ajuste regular, e verdadeira dimensão.


Clique aqui para ver todas as Camisas do Van Halen no Van Halen Store:
http://www.vanhalenstore.com/page/VH/CTGY/shirts#regular

 
O Van Halen Store recentemente lançou dois novos modelos de camisas do Eddie Van Halen:
 


Flying Eddie Shirt (Small - 2XL, Slim-Fit, $24.95)Esta camisa tem características marcantes de Eddie Van Halen tocando em um concerto e dando o seu famoso pontapé salto tesoura! Naturalmente, ele está também usando o seu tênis vermelho com listras EVH!

Atrás da camisa tem um "EVH" logo e uma frase que diz simplesmente: Play Fast, Wear Stripes.

 
5150 Bomber Shirt (Small - 2XL, Slim-Fit, $24.95)Esta camisa tem um avião bombardeiro com o logo "5150" e "EVH insígnias", e assinatura na barbatana caudal do bombardeiro.

Atrás da camisa tem um pequeno oval "EVH" logo no topo.

 
Todas as camisas são licenciadas oficialmente, 100% algodão pré-encolhido, ajuste regular, e verdadeira dimensão.

 
Clique aqui para ver todas as Camisas do Van Halen no Van Halen Store:
http://www.vanhalenstore.com/page/VH/CTGY/shirts#regular

 
O Van Halen Store recentemente lançou mais um novo modelo de camisa do Eddie Van Halen:

 
"Eruption!" Shirt (Small - 2XL, Slim-Fit, $24.95)
"Eruption" - a chama musical que foi apresentada ao mundo pelo gênio da guitarra Eddie Van Halen! O texto na frente da camisa é listrado, como na guitarra de Eddie. A traseira possui a guitarra Frankenstrat de Eddie. Com listras vermelhas e pretas e em tamanho real!

Todas as camisas são licenciadas oficialmente, 100% algodão pré-encolhido, ajuste regular, e verdadeira dimensão.
Clique aqui para ver todas as Camisas do Van Halen no Van Halen Store:


http://www.vanhalenstore.com/page/VH/CTGY/shirts#regular

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Van Halen: Autógrafo em Camisa do Philadelphia Flyers

De: VHND e Bravewords:
 

O time de hockey, Philadelphia Flyers, do jogador Daniel Carcillo, exibiu uma camisa autografada pela banda Van Halen. A camisa já está disponível através de um leilão de caridade organizado pelos Flyers. O Van Halen assinou a camisa quando realizou o seu último show na cidade de Wachovia Center em 2007. A camisa será vendida a quem for dar o maior valor. A oferta inicial foi de 51,50 dólares, em homenagem ao nome do estúdio do Van Halen e do nome do sétimo álbum da banda. O maior lance até agora foi de US $ 1,575.00. O leilão foi aberto na quarta-feira, 19 de maio, EST 14:00. O tamanho é XL Jersey. Envie logo o seu lance de caridade para ComcastSpectacorFoundation.org.Dan Carcillo é um grande fã de Van Halen e os viu no concerto. Quando Eddie Van Halen ouviu dizer que ele era um fã, ele tinha um par de tênis listrados de sua assinatura e os enviou para ele. 

Carcillo enviou um pacote para agradecer a Eddie, que inclui um stick de hóquei assinado, que Eddie colocou pendurado na sala de controle do Studio 5150. Então, hoje, Carcillo recebeu outro pacote do guitarrista, um X-Box 360 com o jogo Guitar Hero Van Halen.

O jogador Daniel Carcillo do time Philadelphia Flyers, mostrou o seu EVH tênis. Os tênis foram projetados para combinarem com o vermelho, branco e listras pretas da guitarra de Eddie Van Halen. O EVH tênis estão disponíveis on-line no VanHalenStore.com.

domingo, 23 de maio de 2010

Van Halen: Michael Anthony Faz Homenagem a Ronnie James Dio

De: Mad Anthony Cafe:

R.I.P. RONNIE JAMES DIO
POSTADO: 2010/05/17

"Fiquei triste ao ouvir ontem sobre a passagem de um dos vocalistas mais poderosos do rock, Ronnie James Dio. Ele foi uma influência para mim, crescendo na produção de músicas.
Lembro-me do Van Halen ter tocado um cover da música "Man On The Silver Mountain", nos dias de clube, e durante uma de nossas primeiras turnês, teve um festival na Europa com sua banda. Minhas condolências vão para sua família, ele fará falta." - Michael

Van Halen: Valerie & Tom

Três anos depois de se divorciar oficialmente com a lenda do rock, Eddie Van Halen, a atriz Valerie Bertinelli está se preparando para um novo casamento e inicio de uma nova vida. Em entrevista à AARP Magazine, a estrela de 50 anos está se preparando para um novo casamento, com o namorado de longa data, Tom Vitale, que propôs, após uma noite romântica em Florença.

Valerie Bertinelli está noiva de seu namorado de quase seis anos de namoro, o empresário Tom Vitale. A proposta surgiu como uma surpresa, durante uma estada de 10 dias na Itália. "Tínhamos conversado sobre casar", disse Bertinelli na edição de Julho / Agosto da Revista AARP The Magazine (já nas bancas na segunda-feira). "Mas eu ainda estava chocada. Foi muito doce quando ele me pediu, e ele estava tão assustado. Eu estava como, 'Você está brincando comigo? "A atriz, que completou 50 anos em 23 de abril, disse que as coisas nem sempre foram dessa maneira:" Depois que Ed (ex-marido, Eddie Van Halen) e eu nos separamos, Eu pensei, 'vou acabar terminando o meu relacionamento com o meu filho, e eu vou embora, ele tem cerca de 40 gatos, e se eu deixar ele sozinho ele vai acabar engordando. "Eu pensei que eu estaria sozinha para o resto de minha vida, porque eu não queria ter responsabilidade. Relacionamentos são muito difíceis. "

Vitale, que já foi pastor ordenado não-denominacional, ajudou Bertinelli a recuperar-se de seu lado espiritual. "Eu acredito no karma coisa toda semeadura e colheita", afirma Vitale. "Nós tentamos plantar coisas boas a cada dia." Para esse fim, Bertinelli fez as pazes com o Van Halen, que entrou em reabilitação e agora, ela diz, "um pai maravilhoso." Ela permitiu que Wolfie, atualmente com 19 anos e um músico brilhante " ", ele tocar guitarra, piano, baixo e bateria para a turnê com seu pai, em 2007-2008. E ela foi junto com Vitale, ao casamento de Eddie Van Halen e Janie Liszewski em 2009.

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Van Halen: Pearl Jam Tocando “Ain’t Talkin’ Bout Love”

O Pearl Jam fez um cover da clássica música do Van Halen: "Ain't Talkin Bout" Love ", no show de Hartford, Connecticut, no dia 15 de maio de 2010.

Van Halen: Tocando a Música “Man On The Silver Mountain”

A comunidade de hard rock está em estado de luto, como vários outros artistas estão de luto, e estão prestando uma homenagem ao icônico velho estadista Ronnie James Dio, que morreu no domingo, aos 67 anos de idade, por um câncer no estômago.

Leia o Artigo da Billboard.


RIP Ronnie! Como um tributo ao falecido, grande, Ronnie James Dio, nós conseguimos uma gravação antiga de nossos arquivos. É o Van Halen clássico do arco-íris, tocando em bares e shows a música: "Man On The Silver Mountain!" Esta gravação foi gravada nos dias que o Van Halen tocava na época de clubes, bares e shows ... por volta de 1976, para ser exato.

Esta é uma gravação soundboard totalmente uncirculated, nunca antes ouvida por ninguém. Poucos colecionadores tem ela. É uma gravação, de um desempenho completamente diferente. Esta versão soa muito melhor do que a versão que as pessoas têm ouvido ao vivo. A imagem abaixo é de 1976, também.
Divirta-se!

Van Halen: Onde Está o Dave? Na Maratona de NYC!

O que David Lee Roth tem feito depois da turnê de 2007-2008 do Van Halen? Parece que há alguns meses, ele participou da Maratona de NYC. Aqui está o trecho de uma matéria sobre o VH e relacionados, do site The Huffington Post: Mais de 40.000 pessoas de todas as partes do Mundo participaram deste ano, da New York City Marathon. Enquanto o campo possui vários atletas de várias elites, a grande maioria dos participantes são os americanos que correm por amor na corrida (e talvez para perder alguns quilos também).

A Maratona de Nova York é considerada a maior do Mundo e, desde a sua fundação em 1970, tornou-se uma das mais populares Maratonas do Mundo. Mais de 2 Milhões de espectadores nas ruas, nas pontes e nas estradas de Nova York assistindo a corrida dos atletas, enquanto outros 315 milhões assistem na TV.

Abaixo você encontrará alguns fatos engraçados e curiosidades sobre a maratona. Embora possa não ser tão impressionante como realmente é competir no evento, você pode ter certeza de que o conhecimento dessas pessoas fará elas mais populares em sua equipe de Maratona!


1. Alguns Marathoners Celebrity são realmente muito bons. O tempo de David Lee Roth foi muito bom (06:04:43) e Mike Huckabee (05:33:39), eles fizeram tão bem quanto você poderia esperar que eles fizessem, algumas celebridades que já tentaram uma vez a Maratona, fizeram um tempo muito bom e respeitado por todos, como: William Baldwin (03:24:29), Meredith Baxter (04:08:30), e Anthony Edwards (3:55:40), que competiram pela segunda vez a Maratona, temos alguns dos melhores momentos de celebridades na Maratona da cidade de Nova York. Claro que Lance Armstrong fez um tempo muito melhor que as outras celebridades, um tempo de 02:46:43, mas vamos dizer também que ele está em uma categoria um pouco mais avançada e diferente do que todos os outros competidores.

Concerteza Dave faria isso! Isto levanta algumas questões interessantes: Ele está se preparando para uma nova turnê com o Van Halen? Ele estava usando os novos EVH tênis listrados?

Isso lembra uma frase velha de Dave ", eu costumava correr, mas os cubos de gelo não paravam de cair fora do meu copo..."

Essas fotos foram tiradas por Robert Yager.

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Van Halen: David Lee Roth Divorciado ?!


De: The Morning Call:
 
O estranho caso de divórcio contra David Lee Roth

 
Por Kevin Amerman, do The Morning Call


09 de maio de 2010
Allentown, Pa.

 
O cantor de rock David Lee Roth foi uma marionete, pirata, um poeta, um indigente, um peão e um rei, de acordo com o seu hit de 1986, "That's Life".

Uma coisa que ele nunca foi, de acordo com a sua publicitária, é casado com Jo Ann Fonzone de Allentown.

Mas, nos últimos quatro anos, Fonzone, advogando em causa própria, vem tentando se divorciar do cantor do V
an Halen perante a Corte do Condado de Lehigh. E porque ela não tem condições de arcar com as despesas, o Condado de Lehigh a dispensou do pagamento de custas processuais.David Lee Roth é um dos 18 réus que Fonzone tomou como alvo em aproximadamente duas dúzias de processos judiciais, queixas e recursos em cortes federais e locais desde 1997.


Esses processos exigiram incontáveis horas de juízes, advogados, serventuários e réus. E porque Fonzone não tem muito dinheiro, alguns foram arquivados às custas de condados e do governo federal. Em apenas dois casos Fonzone teve sucesso.
 
"Quando os serventuários a vêem, todos querem sair correndo," disse Susan Bloom, chefe adjunta de registros judiciais do condado de Lehigh, explicando que Fonzone toma muito do tempo do pessoal da corte.

 
Fonzone rejeita qualquer sugestão de que ela esteja sobrecarregando o sistema.

 
"Desperdiçar o tempo da corte? Se eles acusassem os criminosos nesse condado e não as vítimas, eu não precisaria entrar com processos," disse ela.
Fonzone e outros que entraram com ações por conta própria estão no seu direito de se apresentarem. Enquanto alguns podem ver esses arquivamentos como uma sobrecarga, eles refletem um princípio básico do sistema judiciário americado, disse Mark C. Rahdert, um professor de direito da Temple University's Beasley School of Law.

 
"Existe um direito reconhecido de acesso às cortes e é reconhecido como um dos direitos fundamentais dos
cidadãos dos E.U.A," disse Rahdert. "Acho que nosso sistema judiciário é confuso em muitos aspectos, mas acho que temos um dos melhores sistemas no mundo e parte da razão disso é a acessibilidade."Os casos de Fonzone frequentemente envolvem uma celebridade. 


Juntamente com David Lee Roth, ela prestou acusações contra Cary Woods, um executivo de filmes de Hollywood que produziu "Pânico", "Swingers", "Rudy" e "Uma noiva e tanto." E na corte criminal de Lehigh, um juiz ordenou que ela se afastasse de Judy McGrath, CEO da MTV Networks, depois da alegação de que ela teria tentado tirar um cartão de crédito em seu nome.O juíz Franklin S. Van Antwerpen rejeitou as alegações de Fonzone, que fez ações movidas contra a Receita Federal e o Departamento de Tesouro Norte Americano em 2002, chamando-o de "borderline frivolous." Ela estava tentando fazer o IRS entregar todos os registros que provaria as suas alegações de que David Lee Roth havia roubado a sua identidade, e uma alegação de que ela também faz em seu processo de um divórcio.

Ao indeferir o caso, Van Antwerpen Fonzone avisou que ela teria que pagar os honorários advocatícios e outras despesas de qualquer futuro "frívola" e ações judiciais, de acordo com registros do tribunal.

'Master of Disguise: "

Fonzone disse em uma nota de que ela faria uma "auto-representação legal" no escritório de advocacia em Allentown e em uma entrevista com o The Morning Call, ela disse que ela tem apenas a si mesma como um cliente. Ela é graduada na universidade de Western State University College of Law, em Fullerton, Califórnia, e o colégio confirmou a sua informação. Ela nunca foi licenciada para praticar leis na Califórnia ou na Pensilvânia, e os registros mostram, mas geralmente representa-se em tribunal.

Magra, e com longos cabelos negros, Fonzone, 51 anos, afirma que ela conheceu David Lee Roth na Universidade de Nova York no final de 1970 e se casou com ele em 1983. Ela disse que ele se chamava pelo nome de Cary J. Woods. O NYU confirmou que Fonzone se formou na escola em 1980 e disse que esse cara chamado de Cary J. Woods, em que Fonzone o utiliza em documentos judiciais, se formou na escola em 1979.

Fonzone disse que não sabia se Woods era realmente David Lee Roth. Em 1993, ela participou de um concerto do Van Halen em Los Angeles. "Ela alega que o pensamento de David Lee Roth é de um agente de entretenimento com a agência de William Morris, e não de uma estrela do rock.

"Ele é o mestre dos disfarces", Fonzone disse em uma entrevista de março.

Fonzone alega no pedido de divórcio que David Lee Roth tem abusado dela fisicamente e financeiramente através de roubos de identidades. Ela tentou enviar um arquivamento por E-mail do divórcio do cineasta Woods, que, de acordo com as biografias online, trabalhou para a agência de entretenimento William Morris, que representa o Van Halen.

Woods não retornou os telefonemas.

 
Fonzone disse que ela não pode produzir fotos dela com David Lee Roth ou uma certidão de casamento, ela disse que os deixou na Califórnia, quando ela deixou David Lee Roth em 1993. Ela também afirma nos documentos judiciais que David Lee Roth usou o seu número de Segurança Social para obter uma linha de crédito de US $ 50 milhões.


Fonzone tentou obter proteção permanente de ordens de abuso contra David Lee Roth duas vezes e uma vez que conseguiu ganhar uma temporária contra ele em que ela diz que seu apelido é Cary Woods. Isso foi uma surpresa para a publicitária de David Lee Roth, Elaine Schock, que duvida que Fonzone conheceu David Lee Roth.

Schock diz que as alegações de Fonzone são falsas, disse também que são "tão falsas tanto quanto você pode pensar."

Schock disse: "Se você está na indústria, isto vai acontecer com você."

Schock ouviu algumas histórias bizarras sobre "Diamond Dave". Ela disse que a polícia no Canadá, reivindicou uma vez que salvou a sua vida após um ataque de alergia com um amendoim, mas na verdade acabou acontecendo com um imitador de David Lee Roth.

Schock, que não sabia sobre o processo de divórcio, disse que David Lee Roth, 54 anos, não é Cary J. Woods, e ele não teria frequentado a faculdade em Nova York, ele excursionou com o Van Halen, e ele também nunca foi casado. Ela também disse que a data de nascimento que Fonzone utiliza em documentos judiciais contra David Lee Roth não é dele. O NYU disse a Schock, que não existe ninguém que se chame David Lee Roth e que tenha a mesma data de nascimento, e que tenha estudado no colégio.

Em 1997, Fonzone ganhou uma proteção temporária de abuso pela ordem de Lehigh County Court contra o J. Cary Woods de Beverly Hills, na Califórnia, alegando que ele é realmente David Lee Roth, e ela disse também que ela foi agredida e espancada. Durou cinco dias até que Fonzone retirou o seu pedido de PFA permanente.

Em 2007, Fonzone tentou ganhar outro contra Cary Woods "AKA David Lee Roth, mas foi negado pela juíza do condado de Lehigh, Maria L. Dantos. Fonzone insiste em que Woods é Roth, "pegar criminosos para me prejudicar" e "tem sido fisicamente e verbalmente abusivo para mim no passado," de acordo com o seu pedido PFA.

A juíza do condado de Lehigh, Michele Varricchio, ainda não se pronunciou sobre o depósito de divórcio de Fonzone. Ninguém ainda respondeu sobre a denúncia, que foi arquivada em Dezembro de 2006, e David Lee Roth, aparentemente, não tem reagido sobre as ações judiciais de Fonzone.

Garantir uma boa audiência:

O advogado Bohdan Zelechiwsky, que Fonzone contratou para lidar com seu caso de divórcio contra David Lee Roth, mais tarde foi processado por Fonzone quando ele não apresentou o seu nome. Em resposta à sua ação, ele escreveu em documentos do tribunal em 2002, que ele determinou que Fonzone nunca foi casada com David Lee Roth, e que ele disse ainda que Fonzone é "irracional e obcecada com este músico, e que ela fantasia muito o seu relacionamento com este homem."

Zelechiwsky disse nos documentos judiciais que, quando seu secretário, Jackie Saylor, deu a Fonzone, um arquivo de valores R $ 200 de seus honorários e $ 1.000, Fonzone gritou e cuspiu em Saylor e jogou os livros no chão. Fonzone foi acusada e condenada por assédio, e ela também acabou processando também dois outros advogados do condado de Northampton em Tribunal por não ter o seu caso ganho, de acordo com registros do tribunal. Ela acusa os três advogados de terem trabalhado "para" David Lee Roth e, portanto, impedindo o divórcio, de acordo com registros do tribunal. A ação foi julgada improcedentemente.

Alexander Rahman, um dos advogados processados por Fonzone, disse que ela o processou alegadamente por não ter seu processo de divórcio resolvido, disse nos documentos judiciais, em 2003, que Fonzone fez "uma charada no sistema legal para seu próprio benefício."

Rahman disse nos documentos judiciais que Fonzone tentou fazer uma hipótese/história de Cary Woods, em Nova York, que foi acusado de uma tentativa de roubo em 1990. A promotoria de Manhattan confirmou na semana passada que Fonzone foi acusada de dois crimes de tentativa de roubo e foi absolvida por razões de insanidade, em Abril de 1995, na sequência de um julgamento. A promotoria não poderia discutir o caso e disse que os registros foram removidos.

Rahman escreveu sublinhadamente que Woods não é David Lee Roth e que nem é o marido de Fonzone, Rahman escreveu em documentos do tribunal, "a Senhora delírios Fonzone são um desperdício de tempo valioso do tribunal e recursos. Eles também são muito incômodados, caros, demorados e onerosos emocionalmente às vítimas / réus. "Rahman disse que Fonzone tinha contato com ele várias vezes, mas nunca o contratou e ele nunca concordou em assumir o caso.

O Condado de Northampton, do juíz Edward G. Smith, que presidiu o caso contra Rahman e os dois outros advogados, disse que às vezes é um desafio para fornecer um "pro autor se" - alguém que tenha os arquivos em seu próprio nome - a oportunidade de fazer reivindicações, protegendo réus e que também poderia ser um desperdício de tempo e dinheiro.

"Os juízes devem ter muito cuidado para não julgar algo sem uma audição adequada", disse ele.

Smith disse que os tribunais também estão relutantes em uma força pro autor se para pagar advogados dos réus honorários quando seus casos são julgados "eles ficam com medo e arrepiados quando os norte-americanos ficam com o direito de registrar o caso."

Os juízes da Pensilvânia foram dados mais ao poder, há algumas semanas para limitar as queixas apresentadas pelos demandantes por conta própria, ou por si mesmo. A mudança entrou em vigor em 08 de abril, quando os juízes pararam de fazer demandas de depósito "as mesmas reivindicações relacionadas ou" contra "os réus idênticos ou conexos" após queixas apresentadas eles foram demitidos.

Quem paga?

O Condado de Lehigh County fica com o projeto de lei para o caso de divórcio, porque Fonzone alegou que sua renda era baixa demais, e que foi o suficiente para dar direito a ela de ajuda, o Tribunal vai dar a cobertura dos custos. Ela também ganhou "em forma pauperis" de um status de um processo julgado em um concelho, um processo criminal e dois casos não federais, economizando para ela um total de aproximadamente US $ 800 dólares em taxas judiciais.

Fonzone não foi concedida "em forma de status pauperis" no caso do condado de Northampton contra os três advogados, mas Smith observou que a decisão pode ser complicada também.

"Há jurisprudência também, que diz que mesmo que os fatos parecem incrédulos, você ainda deve dar uma oportunidade a eles" para apresentar um novo caso ao estatuto, disse Smith.

Os registros do Tribunal mostram que Fonzone ganhou em 2007 um julgamento de pequenas causas de $ 4.081 contra David Huber de Wescosville. Nesse caso, arquivado na corte de distrito do Magistério em Allentown, Fonzone disse que Huber disse que o primo dele era um advogado e iria lidar com o seu caso de divórcio. Ela disse que deu a ele US $ 4.000, mas ele nunca recebeu os serviços de um advogado.

Ela também ganhou um julgamento $ 2074 na corte de distrito do Magistério contra uma cimeira do Banco em Allentown, em 1998, de acordo com os registros do tribunal, mas porque o caso era tão velho, e que não estava mais disponíveis para ver, de acordo com o escritório da juíza Patricia Engler.

Um processo criminal contra Fonzone em Lehigh County, está mais do que um pé alto, porque ela continua a arquivar as suas propostas, apesar de se declarar culpada de resistir à prisão e ser condenada à prisão preventiva no caso de uma década atrás.

A polícia de South Whitehall Township, disse que Fonzone mudou-se de sua casa em 09 de março de 2000, oficiais tentaram entrevistá-la sobre as alegações de que tentou obter um cartão de crédito sob o nome de Judy McGrath, da MTV. O tribunal deixou cair uma acusação de falsificação. Na sentença, o juíz presidente William H. Platt, ordenou a Fonzone permanecer longe de McGrath e para obter uma avaliação psiquiátrica.

Platt, disse nos documentos judiciais, em 2001, que a polícia alegou que Fonzone "continuou a assediar, e bater e prender falsamente". "Não foi uma dessas alegações que foram provadas", disse ele.

Fonzone, disse nos documentos de Platt, "não é nenhum desconhecido a fazer alegações sem ajuda e suporte." Ele rejeitou várias das suas propostas de "uma forma de status pauperis". A juíza Kelly L. Banach, o segundo juíz a presidir o processo criminal de Fonzone, mais tarde Fonzone deferiu o pedido para proceder ao abrigo desse estatuto, os registros judiciais mostraram.

Esse processo levou a Fonzone a iniciar um novo processo contra o escritório do procurador distrital do condado de Lehigh e da polícia de South Whitehall Township em maio de 2003, baseado na acusação maliciosa. O caso foi julgado, e assim foi seu recurso.

Dez anos após a acusação de resistir à prisão, foi arquivado, Fonzone estava tentando convencer um terceiro juíz - James T. Anthony - para expurgar-la do seu registro.

Em 08 de abril, aconteceu uma audiência, e Fonzone invadiu a sala do tribunal de Anthony, quando o Ministério Público manifestou-se contra o pedido de Fonzone para uma procedencia do caso.

"Eu estou sem a cooperação e ajuda nesse caso," Fonzone gritou antes de sair rapidamente. "Dez anos - era uma prisão ilegal."

Depois que ela saiu, Anthony indeferiu seu pedido de expungement e encerrou o caso.

Em 3 de maio, Fonzone interpôs recursos à decisão de Anthony com o estado Superior Tribunal de Justiça.

Enquanto isso, ela aguarda a próxima fase de seu processo de divórcio contra David Lee Roth.

O reporter Riley Yates contribuiu também para esta história.

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Van Halen: Gary Cherone & Extreme

De: Backstage Axxess


Backstage Axxess falou com Gary Cherone, dos rockeiros do Extreme, de Boston, sobre seu novo CD/DVD ao vivo, Van Halen e o futuro do Extreme. Alguns trechos da entrevista seguem:

A banda estará lançando "Take Us Alive" em um combo CD/DVD em 4 de maio. Ele foi gravado em sua cidade natal, Boston. Nos fale sobre a decisão de fazer um disco ao vivo.

Cherone: "A primeira coisa que vem à cabeça é por quê nós não fizemos um disco ao vivo? Nós tivemos um hiato de 13 anos, mas ficamos pensando por que demoramos tanto para fazer um DVD ao vivo, um CD ao vivo? Eu penso que um pouco depois de termos voltado, e lançarmos algum material novo em 'Saudades de Rock', nós caímos na estrada e... Eu acho que essa será a regra, esperamos, para todas as turnês. Para nós, é animador pois crescemos com todas aquelas bandas como Aerosmith, Queen, e Cheap Trick 'Live at Budokan'. Não nos comparando a eles, mas alguns de nossos discos favoritos eram ao vivo, como Kiss 'Alive II' e tudo o mais, então agora temos a nossa dupla oficial de CD/DVD. Estamos animados com isso!"
Voltando ao seu comentário anterior sobre turnês futuras. Você disse que seus fãs podem esperar por novos discos após cada tour?

Cherone: "Por mais que gostemos ou não, há esta coisa chamada YouTube (risos) e será tudo gravado de uma forma ou de outra. Não... não... (risos) Este é o plano. Nós fizemos uma gravação na 'Pornograffiti Tour' em 90 enquanto estávamos na Europa. Eles filmaram a turnê e acho que filmamos tipo, duas noites no Hammersmith em Londres. Nós iríamos lançar um documentário/filme. Nunca se materializou. Por quê? Mudanças de empresário, dinheiro, e tudo o mais. Mas nós ainda temos as gravações. Quem sabe um dia, com um novo disco, nós podemos lançar como material bônus daquela época."

Já fazem 13 anos desde que o Van Halen lançou um álbum de estúdio, e você foi o último vocalista que emprestou a voz para que eles fizessem algo. Você ainda tem algum relacionamento com eles?

Cherone: "O único com quem ainda mantenho contato é o Michael. Não por qualquer outra questão, eu mantive contato com Eddie logo depois disso. Então nós meio que seguimos adiante. Mas está bem, eu tenho certeza que ele pode me ligar ou eu posso ligar para ele, apenas não temos nos falado. Foi ótimo... aquele período. É apenas surreal para mim que já se passaram mais de dez anos. Michael é ótimo. Eu estava com ele no show do Chickenfoot em Boston. Eu precisava encontrar Sammy, Mike e os outros caras. Sammy sempre foi muito bom para mim."
Algumas atualizações recentes:

1) O Extreme lançou um DVD ao vivo na semana passada, em 04 de maio. Abaixo está um trailer do DVD, junto com um dos quatro vídeos de músicas bônus no DVD.

Extreme - 'Take Us Alive' Trailer DVD
:


Extreme - King Of The Ladies (Official Video):


2) De: Roadrunnerrecords.com

Gary Cherone, o Frontman do Extreme foi entrevistado pelo "Hard Rock Nights" - 10 de maio de 2010

Gary Cherone, vocalista da banda de hard rockers Extreme, se reuniu em Massachusetts, ele foi o convidado especial no dia 30 de abril a 06 de maio da edição do "Hard Rock Nights". Cherone se juntou ao JT para discutir e falar sobre o novo CD/DVD da banda, "Take Us Alive", o disco sucessor do seu trabalho de estúdio anterior, o disco "Saudades de Rock", que foi lançado em 2008. Cherone também falou sobre o seu breve tempo com o Van Halen e um outro projeto que ele está trabalhando, que se chama Hurtsmile.

Aqui estão as entrevistas do Gary Cherone concedidas pelo "Hard Rock Nights":

Hard Rock Nights - Gary Cherone Interviews Part 1 (Extreme, Van Halen)


Hard Rock Nights - Gary Cherone Interviews Part 2 (Extreme, Van Halen)



"King Of The Ladies", é um vídeo nunca visto antes dos extremos. O clipe é um dos quatro vídeos bônus que estão incluídos no CD/DVD "Take Us Alive", que foi lançado em 04 de maio pela U.S. via Frontiers Records.

Em 2008, após um hiato de 13 anos, o Extreme voltou aos palcos para a sua turnê mundial "Take Us Alive", que atingiu 75 cidades e vários continentes do mundo para a divulgação do novo disco da banda, "Saudades de Rock".

Este CD/DVD registrou o momento do Extreme no auge de sua carreira com um entusiasmo renovado da banda, e com um impressionante desempenho de Gary Cherone nos palcos e nos vocais poderosos, Nuno Bettencourt com uma guitarra feroz , Pat Badger com um baixo impecável e Kevin Figueiredo com uma bateria com tambores batendo e com seus vocais back-up.

Esse show e desempenho brilhante do Extreme foi gravado na última noite de sua turnê no House of Blues em 08 de agosto de 2009, em sua cidade natal, Boston.

"Queríamos fazer algo realmente especial para os fãs de nossa cidade que estavam lá com nós desde o início ... os dias do clube", diz Nuno. "Era a última noite da turnê e nós não poderíamos pensar de uma maneira melhor de comemorar do que voltarmos de volta para onde tudo começou ... Boston."
O show apresenta um material de todos os cinco álbuns do Extreme. Canções como o hit 1# "More Than Words" e o single Top 5 "Hole Hearted" trouxe um grande entusiasmo entre os fãs e apoio dos fãs leais ao quarteto amado.

"Tanto quanto nós apreciamos a gravação, para mim, eu sempre amei tocar ao vivo para os fãs", diz Cherone. "Não podiamos esperar mais para tocarmos para os nossos fãs."
O DVD contém quatro vídeos bônus e inéditos do disco "Saudades de Rock" - "King Of The Ladies", "Interface", "Run" e "Ghost". Os clipes foram produzidos por Nuno Bettencourt.

"Este CD/DVD é um ponto culminante de todos os anos que tocamos juntos e da química que nós quatro colocamos para fora durante os shows ao vivo", explica Bettencourt."Take Us Alive" lista de músicas do concerto:


01. Decadence Dance
02. Comfortably Dumb
03. Rest In Peace
04. It’s A Monster
05. Star
06. Tell Me Something I Don’t Know
07. Medley - Kid Ego / Little Girls / Teacher’s Pet
08. Play With Me
09. Midnight Express
10. More Than Words
11. Ghost
12. Cupid’s Dead
13. Take Us Alive
14. Flight Of The Wounded Bumblebee
15. Get the Funk Out
16. Am I Ever Gonna Change
17. Hole Hearted

Vídeos de Músicas Bonus:
18. King Of The Ladies
19. Interface
20. Run
21. Ghost

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Van Halen: Sammy Hagar & Experiências Alienígenas

De: OpenMinds.tv:

Por Alejandro Rojas



O lendário astro do rock, Sammy Hagar, teve uma bem sucedida carreira solo e foi assim que o cantor da banda Van Halen, no entanto é possível afirmar que ele teve alguma ajuda para atingir o seu estrelato das estrelas. Sammy Hagar afirma que ele teve múltiplas experiências com extraterrestres que o ajudaram a influenciar na sua música.

Em entrevista à Guitar World, Sammy Hagar contou sua história: "Foi um longo, longo tempo, mas por volta de 1968, em Fontana, Califórnia, eu tive essa experiência inacreditável e que tornaria essa entrevista inteira ... Eu sou um crente firme - vi, senti, e foram contatados em três ou quatro épocas diferentes. Tenho recebido informações de que tem sido valiosas em minha vida e na vida daquelas pessoas, e eles usaram-me. Eu vou soar como uma porca completa aqui, mas eles têm me usado de uma forma experimental. A maneira mais fácil deles tirarem essas informações do meu cérebro é baixarem elas, eles baixaram as informações. Quando eu tinha uns 19 ou 20 anos, eles pegaram todas as informações que estavam na minha cabeça. E eles estavam 'fazendo isso'! Eu acordei no meio da noite, pensando: "O que está acontecendo?" Eles eram como, 'Oh, meu Deus, ele está acordando!' Mas tudo isso foi telepatia - não foram palavras ditas. E logo que eu acordei - que foi, provavelmente, três horas da manhã - o meu quarto inteiro estava tão brilhante que eu mal conseguia manter os olhos abertos. Eu estava totalmente desperto, eu não conseguia me mover, os olhos estavam abertos, quarto branco, e eles ainda estavam desligados - e quando voltou, foi como um bang! Tudo voltou ao normal, de volta ao preto. Eu estava tremendo, eu quase desmaiei, meu estômago estava mal e eu quase vomitei, era tão assustador ... "
"Ele mandou-me uma curiosidade. Eu comprei um telescópio, e eu comecei a ler livros sobre OVNIs, e eu só tenho isso. E desde então, houve três ou quatro outros contatos com o mesmo grupo de pessoas. Eu não sei quem é o **** eles são, mas eu estreitei-los para um povo chamado "Nine", que se chama isso porque somos da nona dimensão. Eu nomeei minha editora Nove Music depois deles. É uma coisa de louco, cara. Mas, para mim, quem pensa que nós somos os únicos aqui, apesar da vastidão do universo inteiro, é **** ing louco. Essas pessoas tem que ser postas de lado - mas não os caras que tem estes contatos!

Em uma entrevista, Sammy Hagar descreveu a visita, "Eles não entraram em meu quarto. Eles estavam estacionados em cima de uma colina atrás da casa, cerca de 12 milhas de distância, e eles estavam ligando para o meu cérebro. "

Em seu livro, Alien Rock, Michael Luckman, diz que, quando pressionado para descrever os seres, Sammy Hagar disse que eles eram apenas uma pura energia.

A história do povo de canalizar um grupo chamado "The Nine" vai muito além, possivelmente mais de 50 anos. De acordo com um artigo no Times Fortean, começou com o parapsicólogo, Andrija Puharich. Ele trouxe um místico indiano em seu laboratório, que começou a canalização do povo "The Nine". Puharich foi também conhecido por ter descoberto o famoso paranormal Uri Geller, que supostamente também canalizou o povo "The Nine". Eventualmente Puharich começou uma organização de pesquisa chamada "Lab Nine" para encontrar outros canalizadores que foram alegadamente entrando em contato com este grupo.

Ao longo dos anos muitas pessoas famosas que tinham interesse no povo "The Nine", incluindo o criador de Star Trek, Gene Rodenberry, de acordo com o artigo do Times Fortean. Rodenberry aparentemente tinha escrito um roteiro sobre as suas canalizações, mas ele nunca fez isso em produção.

Sammy Hagar não está brincando quando diz que ele teve esses contatos, e ele também afirma que não há drogas envolvidas com esses contatos. Assim é a sua música influenciada por ET? Luckman acredita que este pode ser o caso de muitos dos principais artistas do mundo. Se isso for verdade, deve haver alguns congestionamentos galácticos grandes nos cosmos, e que esperamos também que os seres humanos sejam capazes algum dia de participar desse contato.

Fortean Times Artigo


Um exemplo de música que foi baseada sobre tais fatos, é a música "Love Walks In", do disco "5150 (1986)".Letra: Love Walks In (5150):
 
Composição: Eddie Van Halen / Alex Van Halen / Sammy Hagar / Michael Anthony.


Contact is all that it takes
To change your life, to lose your place in time
Contact, asleep or awake
Coming around you may wake up to find

Questions deep within your eyes
Now more than ever, you realize

And then you sense a change
Nothin' feels the same
All your dreams are strange
Love comes walkin' in

Some kind of alien
Waits for the opening
Simply pulls a string

Another world, some other time
You lay your sanity on the line
Familiar faces, familiar sights
Reach back, remember with all your might

Oh, and there she stands in a silken gown
Silver lights shinin' down

And then you sense a change
Nothin' feels the same
All your dreams are strange
Love comes walkin' in

Some kind of alien
Waits for the opening
Simply pulls a string
Love comes walkin' in

Oh, sleep and dream; that's all I crave
I travel far across the Milky Way
To my master I become a slave
'Til we meet again some other day

Where silence speaks as loud as war
Earth returns to what it was before

And then you sense a change
Nothin' feels the same
All your dreams are strange
Love comes walkin' in

Some kind of alien
Waits for the opening
Simply pulls a string
Love comes walkin' in

Love comes walkin' in
Baby, pull the string
Love comes walkin' in
Love comes walkin' in, yeah!
Huh uh! Yeah, oh, oh, oh


Tradução: O Amor Chega (5150):
 
Composição: Eddie Van Halen / Alex Van Halen / Sammy Hagar / Michael Anthony.


Contato, é o necessário
Para mudar a sua vida, para perder seu lugar no tempo
Contato! Adormecido ou desperto
Chega e você deve acordar para encontrar

Questões profundas dentro de seus olhos
Agora mais do que nunca, você perceberá

Então quando você sente a mudança
Nada parece ser igual
Todos os seus sonhos são estranhos
O amor está chegando

Algum tipo de alienígena
Espera pela oportunidade
E simplismente te sacaneia

Outro mundo, algum outro tempo
Você é franco com sua sanidade
Rostos familiares, cenas familiares
Voltam em lembranças com toda sua força

Ohh lá está ela num vestido de seda
Luzes de prata brilhando

Então quando você sente a mudança
Nada parece ser igual
Todos os seus sonhos são estranhos
O amor está chegando

Algum tipo de alienígena
Espera pela oportunidade
E simplismente te sacaneia
O amor está chegando

Dormir e sonhar é tudo o que eu peço
Eu viajo longe através da Via Láctea
Para meu mestre eu me torno um escravo
Até que nos encontremos algum outro dia

Onde o silêncio, fala tão alto quanto a guerra
E a Terra torna a ser o que era antes

Então quando você sente a mudança
Nada parece ser igual
Todos os seus sonhos são estranhos
O amor está chegando

Algum tipo de alienígena
Espera pela oportunidade
E simplismente te sacaneia
O amor está chegando

O amor está chegando
Baby me sacaneia
O amor está chegando
O amor está chegando yeah
Huh yeah

Video:


Colaboração: Ricardo 5150.

Van Halen: EVH Wolfgang Pickups & Controls

EVH Wolfgang Pickups e Controles agora estão disponíveis para Pré-Venda/Encomenda.

EVH Wolfgang Bridge & Neck Pickups: Os captadores artesanais personalizados das guitarras EVH Wolfgang estão agora disponíveis para todos.

Desenhados por Eddie Van Halen, esses captadores são uma gama completa e de alto débito que impressiona você e as especificações rigorosas do EVH. Os captadores são feitos à mão em Corona, Califórnia, pela loja de personalização do lendário Fender. Disponível em ponte e formatos em pescoço com 4 condutores de fiação em preto/branco, de acordo com a cor das guitarras Wolfgangs. Incluem hardwares de montagem e esquema elétrico.

O Van Halen Store tem preços mais baixos:

De $ 199,99, por $ 139,95.

O EVH Wolfgang Bridge Pickup ou EVH Wolfgang Neck Pickup serão lançados em maio ou junho, e você receberá o seu a partir do dia do lançamento.

EVH Custom Low Friction Pots:Finalmente, qualquer um pode ser um guitarrista ruim, bom ou ótimo! São muito procurados os EVHs Custom Low Friction, que anteriormente só estavam disponíveis na Wolfgang EVH E.U.A., agora estão disponíveis em várias lojas para todos. O EVH Bourns Low Friction estão disponíveis em valores de 250k e 500k.

 
O Van Halen Store tem preços mais baixos US $ 9,95 cada.

A Pré-Venda/Encomenda dos 250k e 500k, serão enviados a você após o dia do seu lançamento, em maio ou junho.

sábado, 8 de maio de 2010

Van Halen: Feliz Aniversário AVH

Hoje, 08 de maio de 2010, Alexander Arthur Van Halen comemora seus 57 anos de vida. Agradecemos a ele e à banda por toda as suas músicas maravilhosas que eles nos deram (mais de 100 músicas!). E por excursionar por todo o mundo!

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Van Halen: US Festival 1982 & 1983

Quase uma década e meia havia se passado desde a positividade emanada de Woodstock e o pesadelo de Altamont. No início dos anos 80, a Califórnia foi o berço de um novo modelo de mega evento musical, o US Festival, que em sua segunda edição, realizada no verão de 1983, marcou a celebração definitiva do Heavy Metal.Verdade, na década de 70, aconteceram duas edições do Califórnia Jam (1974/1978). Apesar do cast do evento, naquela época, ter incluído dinossauros como Black Sabbath, Deep Purple e Aerosmith, quando me refiro à "celebração de Metal" ocorrida no US Festival é principalmente pelo fato de que, no início dos anos 80, o mundo despertava inegavelmente e direcionava os olhos para um movimento que vivia seu momento seminal, digo o Heavy Metal na pura concepção da palavra.

Sem o espírito humanitário e de caridade que impulsionou festivais surgidos posteriormente, o US Festival, realizado em uma área gigantesca no Glen Helen Regional Park, em San Bernardino, na ensolarada Califórnia, pretendia congregar tecnologia e música. O patrocinador do evento, Steve Wozniak, tempos atrás fora um dos cabeças da Apple Computer. As duas edições do US Festival (1982/1983), contaram inclusive com enormes tendas expondo o que havia de mais moderno em softwares, equipamentos eletrônicos de música e computadores. Apesar do US Festival ter reunido milhões de pessoas, ele deu um prejuízo de R$ 20 milhões aos organizadores.

A primeira edição do festival aconteceu em um fim de semana, de 3 a 5 de setembro, em 1982. Entre os 20 artistas escalados: Ramones, The Police, Santana, Fleetwood Mac, Pat Benatar e Gang Of Four, entre outros.

O segundo US Festival, ocorrido em um fim de semana de verão, de 1983, reuniu 33 artistas, em quatro dias. Para agradar a todos, a organização do evento definiu: dia 28 maio "New Wave Day", 29 seria o "Heavy Metal Day", no dia 30 o "Rock Day" e o dia 4 de junho escolhido como o "Country Music Day". INXS, The Clash, U2, David Bowie e Willie Nelson, entre outros, marcaram presença.

Mas o foco deste artigo é o domingo, segundo dia da maratona musical, batizado como "Heavy Metal Day".


Com um público estimado em de 670 mil reunido nos quatro dias e duas mortes reportadas, o "Metal Day" aglomerou cerca de 370 mil headbangers enlouquecidos debaixo de um sol de 39º para assistir, desde o meio-dia, em ordem de apresentação: Quiet Riot, Motley Crue, Ozzy Osbourne, Judas Priest, Triumph, Scorpions e Van Halen. Jovens de vários cantos da América não pensaram duas vezes em se deslocarem até San Bernardino para celebrar um gênero musical até então rejeitado pelos pais e a grande parte da sociedade mais conservadora.


Quiet Riot:Tocando em casa, os californianos do Quiet Riot (banda que contou com o falecido gênio da guitarra Randy Rhoads como membro original) tiveram a desafiadora tarefa de abrir o dia. O saudoso vocalista Kevin Dubrown e sua gangue de Los Angeles experimentavam o sucesso estrondoso do terceiro álbum "Metal Health", lançado em março daquele mesmo ano. O disco vendeu nada menos que 6 milhões de cópias e se tornou o primeiro álbum de Heavy Metal a entrar direto no primeiro lugar das paradas. A banda já estava cascorada após incontáveis shows no circuito de clubes de Los Angeles. Não existem palavras para definir a ovação recebida do público. Basta conferir a apresentação da música "Metal Health" com mais de 300 mil pessoas acompanhando com os braços os gestos de Dubrown, que finaliza a apresentação quebrando a pancadas o pedestal do microfone. Outro detalhe marcante é a linha de baixo sendo tocada por Rudy Sarzo com o instrumento de cabeça para baixo. Papel cumprido.

Motley Crue:O mundo ainda não imaginava a enxurrada de problemas que um quarteto de Hollywood iria aprontar nos anos seguintes. Precursores do movimento Hair Metal, recém surgido na cidade natal, o Motley Crue superou com o visual algumas limitações musicais. A matadora "Take Me To The Top" abriu o concerto, a uma e meia da tarde, mas o ponto alto foi a avassaladora "Live Wire", com o riff clássico de Mick Mars. Com certeza o Motley iria se consolidar e amadurecer muito anos depois. Isso fica claro na introdução de "Live Wire" com Vince Neil se esgoelando para levantar a multidão. Ainda no palco, o vocalista esbravejou para o público que aquele era o dia em que a New Wave morreu e o Rock And Roll assumiu o controle.



Ozzy Osbourne:Ainda abalado pelo recém falecimento do guitarrista e sua alma gêmea musical Randy Rhoads (morto em um acidente aéreo, em 1982), o madman Ozzy Osbourne apresentava pela primeira vez ao público seu novo guitarrista Jake E. Lee. Precisamente às três da tarde Ozzy entra no palco vestido como um xamã. Ele hipnotizou a audiência com "Crazy Train", "Mr. Crowley" e clássicos do Sabbath como "Paranoid". Apesar do estado físico limitado, pois boatos diziam que subiu ao palco com três úlceras, o vocalista fez um show inesquecível.


Judas Priest:A América ainda não estava plenamente conquistada por uma banda inglesa que vinha trilhando uma carreira consistente antes até do surgimento do movimento conhecido como New Wave of British Heavy Metal. Quase um ano após o lançamento do álbum clássico "Screaming for Vengeance", o Judas Priest fez uma performance antológica do vocalista Rob Halford levando um fã enlouquecido a invadir o palco e agarrá-lo no fim da apresentação durante os últimos acordes de "You´ve Got Another Thing Comin´". Finalizado bombardeio, um coro de 370 mil pessoas gritava o nome da banda pedindo para que não deixasse o palco.


Triumph:O trio canadense Triumph, quase um clone do conterrâneo Rush, acalmou os ânimos no fim da tarde após a apresentação incendiária do Judas. O ponto alto foi "Magic Touch", do álbum intitulado "Never Surrender", lançado naquele ano.


Scorpions:Primeiros a tocarem de noite utilizando todos os recursos de iluminação, os alemães do Scorpions entraram no palco por volta das 20h. Com o disco "Blackout", lançado em 1982, como uma carta na manga, os guitarristas Mathias Jabs e Rudolf Schenker fizeram do palco uma pista para vôos sincronizados empunhando seus instrumentos. Momento marcante foi "The Zoo", com Klaus Meine levantando o público e Mathias utilizando maravilhosamente o seu Talk-Box.


Van Halen:Com status de maior banda de rock do momento, o furacão Van Halen receberia a cifra astronômica de um milhão de dólares para se apresentar como atração headline no domingo. O cachê logo subiu para um milhão e meio após a banda americana descobrir que David Bowie receberia a mesma quantia de um milhão para fechar o dia seguinte. A extravagante banda californiana tinha uma cláusula em seu contrato exigindo que fossem mais bem pagos do que qualquer outro artista que se apresentasse no US Festival. Fazendo o oposto, o The Clash anunciou que não subiria no palco a menos que donativos fossem doados como caridade. Este argumento e burburinhos durante as coletivas de imprensa realizadas antes e durante o evento culminaram com um clima acirrado e de disputa entre o Van Halen e o Clash. Isso ficou claro no backstage com conflitos entre os vocalistas David Lee Roth e Joe Strummer, o que gerou a seguinte declaração do guitarrista Eddie Van Halen sobre o movimento punk: "... soa como o som que eu tocava na minha garagem quando eu era uma criança".

Claramente embriagado, David Lee Roth insultou o The Clash durante o show do Van Halen. Com uma garrafa de uísque na mão bebendo no gargalo, Roth confidenciou, para delírio da platéia, que somente os ingleses do Clash colocavam ice-tea dentro da garrafa de Jack Daniels.


O show bombástico começou com "Romeo Delight", quando David Lee Roth de tão alucinado, esqueceu parte da letra da música. Em determinado momento, o vocalista do Van Halen chegou a interromper o show e conversar bêbado durante um bom tempo com o público, ameaçando inclusive transar com a namorada de um fã que havia atirado algum objeto no palco.
Seguiram-se clássicos como "Runnin With the Devil", "You Really Got Me" e "Dance The Night Away", entre outros. Levando ao extremo a atitude Rock and Roll, o Van Halen fechou o Heavy Metal Day consolidando o seu gigantismo como banda de arena incompatível para apresentações em lugares de dimensões menores. Dividindo o mesmo palco com monstros consagrados do Metal, a banda dos irmãos Edward e Alex confirmava o que a mídia especializada em geral havia sacramentado como um fenômeno que extrapolava inclusive as barreiras que delimitavam o gênero definido como Heavy Metal, o que ficou evidente com o lançamento, sete meses depois, do histórico "1984".


Van Halen: Pré US Festival 1983 (Fotos):
























Van Halen: Set-List:
1)Romeo Delight
2)Unchained
3)Drum Solo
4)Full Bug
5)Running With The Devil
6)Jamie’s Cryin’
7)So This Is Love
8)Little Guitars
9)Bass Solo
10)Dancing In the Streets
11)Somebody Get Me A Doctor
12)Girl Gone Bad Jam
13)I’m So Glad
14)Dance The Night Away
15)Cathedral
16)Secrets
17)Everybody Wants Some
18)Ice Cream Man
19)Intruder/Pretty Woman
20)Guitar Solo
21)Ain’t Talkin’ Bout Love
22)Bottoms Up
23)You Really Got Me
24)Happy Trails


Van Halen: Live US Festival 1983 (Fotos):

Van Halen: Live US Festival 1983 (Videos):

1)Romeo Delight


2)Unchained


3)Drum Solo


4)Full Bug


5)Running With The Devil


6)Jamie’s Cryin’


7)So This Is Love


8)Little Guitars


9)Bass Solo

10)Dancing In the Streets


11)Somebody Get Me A Doctor


12)Girl Gone Bad Jam

13)I’m So Glad

14)Dance The Night Away



15)Cathedral


16)Secrets


17)Everybody Wants Some


18)Ice Cream Man


19)Intruder/Pretty Woman



20)Guitar Solo


21)Ain’t Talkin’ Bout Love


22)Bottoms Up


23)You Really Got Me/Happy Trails


US Festival 1982/1983 (Fotos):



































US Festival 1982:
Friday, September 3:
Gang of Four
The Ramones
The English Beat
Oingo Boingo
The B-52's
Talking Heads
The Police


Saturday, September 4:
The Joe Sharino Band
Dave Edmunds
Eddie Money
Santana
The Cars
The Kinks
Pat Benatar
Tom Petty & the Heartbreakers


Sunday, September 5:
The Grateful Dead
Jerry Jeff Walker
Jimmy Buffett
Jackson Browne
Fleetwood Mac


US Festival 1983:
Saturday, May 28 (New Wave Day):
Divinyls
INXS
Wall of Voodoo
Oingo Boingo
The English Beat
A Flock of Seagulls
Stray Cats
Men at Work
The Clash


Sunday, May 29 (Heavy Metal Day):
Quiet Riot
Mötley Crüe
Ozzy Osbourne
Judas Priest
Triumph
Scorpions
Van Halen


Monday, May 30 (Rock Day):
Little Steven & The Disciples of Soul
Berlin
Quarterflash
U2
Missing Persons
The Pretenders
Joe Walsh
Stevie Nicks
David Bowie


Saturday, June 4th (Country Day):
Thrasher Brothers
Ricky Skaggs
Hank Williams, Jr.
Emmylou Harris & The Hot Band
Alabama
Waylon Jennings
Riders in the Sky
Willie Nelson


Mais Informações:
http://www.usfestivals.com/