quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Van Halen: Les Paul morre aos 94 anos de idade


Les Paul: Mago da guitarra morre aos 94 anos de idade

Les Paul, cujas inovações com a guitarra elétrica e tecnologia de estudio fizeram dele uma das figuras mais importantes na música, morreu, de acordo com um anúncio de seus publicistas, aos 94 anos de idade. Suas inovações ajudaram o surgimento da música pop moderna. Tocou guitarra até os seus 90 anos de idade.


Paul morreu em White Plains, New York, de complicações de pneumonia.

Paul era um mestre da guitarra e eletrônica, cujas criações - gravação em várias faixas (multitrack), tape delay e a guitarra de corpo sólido que leva o nome dele, a Gibson Les Paul - ajudou no ressurgimento da música popular moderna, incluindo Rock'n'Roll. Ele continuou a tocar em clubes depois dos 90 anos de idade mesmo sendo prejudicado pela artrite.

Lester William Polfuss nasceu em Waukesha, Wisconsin, no dia 9 de junho de 1915. Já na infância ele mostrou uma aptidão para mexer com coisa, desmontando aparelhos elétricos para ver o que os fazia funcionar. "Eu tive que construir, fazer e aperfeiçoar", Paul disse em 2002. Ele recebeu o apelido de "Mago de Waukesha".

Nas décadas de 1930 e 1940, ele tocou com o bandleader Ferd Waring e vários outros cantores de 'big bands', incluindo Bing Crosby, Frank Sinatra e as Andrew Sisters, assim como também com o seu próprio Les Paul Trio. No início da década de 1950, ele já tinha um punhado de grandes hits com a sua então esposa, Mary Ford, como "How High the Moon" e "Vaya Con Dios".

Seu estilo de guitarra, muito influenciado pelo músico de jazz Django Reinhardt, apresentava passagens rápidas e ritmos de tempo dobrado. Em 1948, depois de se envolver em um sério acidente de carro, ele pediu ao médico para deixar seu braço permanentemente numa posição para tocar guitarra.

Paul também creditava Crosby por ter ensinado a ele sobre tempo, frases e preparação. Crosby "não dizia, ele fazia -- uma vez somente. A menos que ele errasse as letras, ele fazia tudo em um take apenas."

Paul nunca parou de mexer com eletrônica, e depois que Crosby deu a ele um modelo primitivo de gravador de áudio, Paul trabalhou em modificações nele. Finalmente chegou à gravação de várias faixas (multitrack); nos hits de Paul e Ford, ele tocou muitas das partes de guitarra, e Ford harmonizou-se consigo mesma. A gravação 'multitrack' agora é o padrão da indústria.

Mas Paul será provavelmente melhor lembrado pela Gibson Les Paul, uma variação da guitarra de corpo sólido que ele montou no começo da década de 1940 - "The Log" (A Lenha) - e a ofereceu à companhia de guitarras.

"Por 10 anos, eu era motivo de piada", ele disse à CNN numa entrevista. "[Mas] continuei insistindo com eles e dizendo "hey, aqui é onde ela está. Aqui é o amanhã, é isso mesmo. Você pode fazer todos esses sons diferentes que você não conseguiria com uma guitarra comum."

Gibson, inspirado pelo rival Fender, finalmente aceitou a oferta de Paul e introduziu o modelo em 1952. Desde então virou a guitarra obrigatória para músicos como Jimmy Page.

"O mundo perdeu um humano excepcional e verdadeiramente inovador hoje. Eu não consigo imaginar a vida sem Les Paul," disse Henry Juszkiewicz, Presidente e CEO da Gibson Guitar, em um anúncio. "Ele poderia entrar numa sala e por um sorriso na cara de todo mundo. O charme musical dele era extraordinário e sua técnica não foi igualada em lugar nenhum no mundo."

Paul está imortalizado no Rock and Roll Hall of Fame, no Grammy Hall of Fame, no Inventors Hall of fame e no Songwriters Hall of Fame. Ele deixa três filhos, uma filha, cinco netos e cinco bisnetos. Até recentemente ele tinha um show no Iridium Jazz Club de New York, onde ele tocava com músicos famosos.

Ele admirava o patamar para onde guitarristas e engenheiros levaram suas invenções, mas ele disse que não havia nada para substituir a transpiração e a alma. "Eu aprendi há muito tempo atrás que uma nota pode ir bem longe se for a nota certa", ele disse em 2002, "e vai provavelmente bater o cara que toca 20 notas."

"Se você só tem dois dedos [para tocar], você tem que pensar, como vai tocar o acorde?" ele disse à CNN.com numa entrevista por telefone em 2002. "Então você pensa sobre como substituir aquele acorde com várias notas, por algo que te dá a ilusão de soar como um acorde."

Eddie Van Halen realizou uma homenagem ao pai da guitarra elétrica, Les Paul. No Cinemax network em /18/08/1988/ na The Brooklyn Academy of Music em Brooklyn, NY. Eddie Van Halen tocou "Cathedral" e uma versão instrumental de "Hot For Teacher":


Video:

Nenhum comentário:

Postar um comentário